INSCREVA AQUI CURIOSIDADESOCULTAS

Seja bem-vindo. Hoje é

Astronomos acham ‘superterra’ em área habitável do espaço


Representação artística mostra o planeta, que tem sete vezes a massa da Terra.
Uma equipe de astrônomos de vários países encontrou uma "superterra", um planeta que pode ter um clima parecido com o da Terra e com potencial para ser habitado, a apenas 42 anos-luz de distância.
O planeta orbita em volta da estrela HD 40307. Anteriormente, sabia-se que três planetas orbitavam em volta desta estrela, todos eles próximos demais para permitir a existência de água.
Mas, outros três planetas foram encontrados em volta da HD 40307, entre eles a "superterra", que tem sete vezes a massa da Terra e está localizada na área habitável do sistema, onde a água líquida pode existir.
O planeta, batizado de HD 40307g, tem a órbita mais externa entre os seis em volta da estrela e percorre esta órbita em um tempo equivalente a 200 dias terrestres.
E, o mais importante, os cientistas acreditam que o planeta gira em torno de seu próprio eixo, o que gera o efeito de dia e noite. Com isso, aumentam as chances de ele ter um ambiente mais parecido com o da Terra.
"A órbita mais longa do novo planeta significa que seu clima e atmosfera podem ser os certos para abrigar a vida", disse Hugh Jones, da Universidade de Hertfordshire, que participou da pesquisa.
A estrela HD 40307 é uma versão menor e mais fria do Sol, que emite luz laranja.
Foram as variações sutis nesta luz que permitiram que os cientistas, trabalhando com a rede Rocky Planets Around Cool Stars (Ropacs), descobrissem os outros três planetas.
A última descoberta se junta aos mais de 800 exoplanetas (planetas de fora do Sistema Solar) já conhecidos pelos cientistas e parece ser apenas uma questão de tempo para os astrônomos finalmente encontrarem a chamada "Terra 2.0", um planeta rochoso com atmosfera e orbitando uma estrela parecida com o Sol, localizado em uma zona habitável.
A pesquisa deve ser publicada na revista especializada Astronomy and Astrophysics.

Descoberta pela luz

A equipe internacional de cientistas usou um instrumento chamado Harps, localizado no Observatório Europeu do Sul, em La Silla, Chile.
O Harps não vê os planetas diretamente mas detecta pequenas mudanças na cor da luz de uma estrela causada pelas pequenas alterações gravitacionais causadas pelos planetas, uma medição e alta precisão.
"Nós fomos os pioneiros em novas técnicas de análise de dados incluindo o uso de comprimento de onda para reduzir a influência de atividades no sinal desta estrela", afirmou Mikko Tuomi, pesquisador da Universidade de Hertfordshire e que liderou a pesquisa.
"Isto aumentou significativamente nossa sensibilidade e permitiu que revelássemos três novas superterras em volta da estrela conhecida como HD 40307, transformando-a em um sistema de seis planetas."
O próximo passo da equipe de cientistas é usar telescópios baseados no espaço observar diretamente o planeta HD 40307g e descobrir qual é sua composição.
Recentemente, o Harps foi usado para localizar outro exoplaneta, desta vez orbitando uma estrela do sistema Alpha Centauri, o mais próximo ao Sistema Solar, a apenas quatro anos-luz de distância.fonte;bbc brasil

Astrônomos detectam planeta ‘órfão’ a 100 anos-luz


Planeta órfão foi descoberto por duas equipes internacionais de astrônomos
Astrônomos baseados no Havaí e no Chile descobriram um planeta "órfão" vagando pelo espaço sem estar ligado à órbita de um astro, a cem anos-luz de distância da Terra.
Os cientistas dizem que pesquisas recentes têm demonstrado que esse tipo de planeta pode existir com muito mais frequência no cosmos do que se pensava.
Eles também são conhecidos como planetas "interestelares" ou planetas "nômades" e têm sido definidos como objetos de massa planetária que foram expulsos dos seus sistemas ou nunca estiveram gravitacionalmente ligados a nenhuma estrela.
Embora haja cada vez mais interesse dos astrônomos no assunto, exemplos de planetas "órfãos" são difíceis de serem encontrados, o que torna a recente descoberta mais importante.
O planeta, chamado de CFBDSIR2149-0403, é tema de um artigo que deve ser publicado no periódico científico Astronomia e Astrofísica.
Mas até agora sabe-se muito pouco sobre a intrigante descoberta. Além de estimar sua distância da Terra, considerada muito pequena, os cientistas acreditam que o "órfão" seja relativamente "jovem", tendo entre 50 e 120 milhões de anos.
Estima-se que ele tenha temperatura de 400ºC e massa entre quatro a sete vezes a de Júpiter.

Intrigantes

Ainda que os astrônomos acreditem que os planetas "órfãos" sejam mais comuns do que se pensava, as teorias em torno da origem deste tipo de massa planetária que "vaga" pelo espaço ainda são intrigantes.
Acredita-se que eles possam se formar de duas maneiras: de forma semelhante aos planetas que estão conectados a astros, surgindo a partir de um disco de poeira cósmica e restos de massa, mas que, em vez de serem integrados a um sistema (assim como a Terra é parte do Sistema Solar, gravitando em torno do Sol), são expulsos da órbita de uma estrela.
A segunda explicação aponta que eles podem se formar como se fossem um astro, mas nunca chegam a atingir a massa total de um astro normal.
De qualquer forma, eles acabam livres da atração gravitacional a uma estrela, vagando livremente pelo cosmos, o que torna sua identificação muito difícil.

Grupo

Uma equipe internacional organizou uma verdadeira "caçada" por esse tipo de planeta usando o Telescópio Canadá-França no Havaí e o Very Large Telescope (VLT), ou Telescópio Muito Grande, em tradução livre, localizado no Chile. Encontraram apenas este exemplar.
"Esse objeto foi descoberto durante uma varredura que cobriu uma área equivalente a mil vezes uma lua cheia", disse Etienne Artigau, da Universidade de Montreal.
"Nós observamos centenas de milhões de estrelas e planetas, mas só conseguimos encontrar um planeta 'órfão' em nossa vizinhança", acrescenta.
Mas algo que pode ser crucial é o fato de que o CFBDSIR2149-0403 parece estar se movendo ao lado de um grupo de objetos celestiais itinerantes muito semelhantes a ele, já classificado pelos cientistas como "Grupo itinerante AB Doradus".
São cerca de 30 estrelas basicamente da mesma composição que podem ter se formado na mesma época.
Este dado pode ajudar a esclarecer mais detalhes, mas a origem do CFBDSIR2149-0403 continua intrigando as duas equipes: ele teria se formado a partir do que seria uma estrela ou foi um planeta expulso de casa?
Philippe Delorme, do Instituto de Planetologia e Astrofísica de Grenoble, na França, diz que caso a segunda teoria seja verídica, isso implicaria na existência de muitos outros planetas semelhantes ao recém-descoberto.
"Se este pequeno objeto é um planeta que foi expulso de seu sistema nativo, ele sugere a ideia surpreendente de mundos órfãos, vagando pela imensidão do espaço".
Em maio de 2011, em descoberta publicada na revista Nature, outro grupo de astrônomos encontrou dez planetas de característica semelhante, que não se conectavam a nenhum sistema solar, o que fez o grupo também acreditar que pode se tratar de um fenômeno relativamente comum.
fonte;bbc brasil

China lança novo helicóptero de combate EM 2012

A China apresentou na maior feira aeronáutica do país o primeiro helicóptero de ataque totalmente desenvolvido localmente. Z-10 O helicóptero Z-10 é considerado por especialistas uma das aeronaves de combate mais avançadas A nova versão do Z-10 foi o carro-chefe da mostra, realizando diversas acrobacias por cima do público. Especialistas militares dizem que o novo modelo do Z-10, usado desde 2009 pelo Exército Popular da China, é uma das armas mais modernas e eficientes no mercado de helicópteros de combate. A feira de aeronáutica da China atraiu um número recorde de exibidores neste ano: 650 empresas de 39 países.

14/11/2014

Israel recruta reservistas e eleva tensão na região


Gaza após ataque israelense (Foto: AP)
Nas primeiras horas da operação militar israelense mais de 30 alvos na Faixa de Gaza foram atingidos
O Exército israelense iniciou o recrutamento de reservistas em preparação para uma possível operação terrestre na Faixa de Gaza, poucas horas depois de matar o principal comandante militar do Hamas.
De acordo com a mídia israelense, o Exército começou a emitir a chamada "ordem 8", que equivale à convocação imediata de soldados da reserva, ato que está sendo interpretado como sinal de que poderá haver uma invasão terrestre à Faixa de Gaza.
Na tarde desta quarta feira, o veículo onde estava Ahmed Jabari, considerado chefe do Estado Maior do Hamas, foi atingido por bombas disparadas por uma aeronave israelense.
Logo depois, a Força Aérea israelense iniciou uma série de bombardeios à Faixa de Gaza, que já deixou pelo menos seis mortos e dezenas de feridos na região. Nas primeiras horas da operação militar, mais de 30 alvos na região foram atingidos.
De acordo com analistas militares, os alvos principais são depósitos de mísseis de longo alcance que podem atingir inclusive a cidade de Tel Aviv.
O porta-voz do Exército israelense, Ioav Mordechai, afirmou que as tropas "estão prontas" para se deslocar em direção à Faixa de Gaza.
"O primeiro objetivo da operação é restaurar a tranquilidade para o sul de Israel e o segundo é atingir as organizações terroristas", disse o porta-voz.

'Portas do inferno'

A operação militar ocorre depois de uma semana de violência durante a qual seis palestinos foram mortos pelas tropas israelenses e grupos palestinos lançaram mais de 100 foguetes contra o sul de Israel.
O Hamas declarou que "ao assassinar Jabari, Israel abriu as portas do inferno".
Um dos líderes do Hamas, Izat Al Rishk, afirmou que o premiê israelense, Binyamin Netanyahu, "decidiu cometer crimes de guerra para elevar suas chances nas eleições".
Para o analista do jornal Haaretz, Barak Ravid, "Ahmed Jabari é o Bin Laden de Netanyahu", em referência à morte do líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, que foi utilizada como trunfo eleitoral na campanha do presidente americano Barack Obama.
De acordo com o analista, o assassinato de Jabari dois meses antes das eleições em Israel (previstas para 22 de janeiro) "pode se revelar como uma aposta errada" de Netanyahu.
Ravid adverte que as consequências da operação militar podem fugir do controle do governo israelense.
O principal negociador palestino, Saeb Erekat, declarou que a operação militar israelense demonstra que "Israel tem uma agenda de guerra e não de paz".
"Condenamos nos mais duros termos esse novo assassinato israelense que tem o objetivo de iniciar uma escalada sangrenta. Consideramos Israel responsável pelas consequências desse novo ato de agressão", declarou Erekat.
O Comando da Retaguarda instruiu os residentes do sul de Israel a permanecerem a uma distância de 15 segundos dos abrigos anti-aéreos e cancelou as aulas em todas as escolas da região nesta quinta feira.
De acordo com as instruções do Exército, ficam proibidas aglomerações de mais de 100 pessoas nas áreas de risco.fonte;bbc brasil

Milhões fazem greve contra medidas de austeridade anticrise na Europa

Espanha e Portugal fizeram paralisação coordenada contra cortes.
Houve confrontos entre polícia e manifestantes nestes países e na Itália.

s
Policiais e manifestantes entraram em confronto nesta quarta-feira (14) na Espanha, em Portugal e na Itália, num dia em que milhões de pessoas faziam greve para protestar contra as medidas de austeridade dos governos europeus contra a crise econômica na região.
Centenas de voos foram cancelados, fábricas e portos foram fechados, e o movimento de trens quase parou na Espanha e em Portugal, onde sindicatos fizeram sua primeira greve geral coordenada, de 24 horas, para protestar contra cortes nos gastos públicos.
As lideranças sindicais dos dois países argumentam que as medidas de austeridade que os governos adotaram para tentar superar a crise apenas provocaram mais pobreza e aprofundaram os problemas da região.
Milhões de pessoas aderiram às greves nos dois países.
Na espanha, pelo menos 60 pessoas foram detidas e 34 ficaram feridas em confrontos, segundo o Ministério do Interior.
Sindicatos de Grécia, Itália, França e Bélgica também planejaram paralisações ou manifestações como parte do "Dia Europeu de Ação e Solidariedade".
Na Itália, policiais ficaram feridos em protestos em Milão, em Torino e na capital, Roma.
Policial passa por foto ateado por manifestantes durante protesto em Lisboa, Portugal, nesta quarta-feira (14) (Foto: AFP)Policial passa por foto ateado por manifestantes durante protesto em Lisboa, Portugal, nesta quarta-feira (14) (Foto: AFP)
protesto italia 620 (Foto: Gregorio Borgia/AP)Manifestantes enfrentam a polícia durante ato nesta quarta-feira (14) em Roma, na Itália (Foto: Gregorio Borgia/AP)
A greve na Espanha foi convocada pelos dois principais sindicatos do país, a União Geral de Trabalhadores (UGT) e as Comissões Operárias (CO). O consumo de energia caiu 11%, à medida que fábricas desligaram suas linhas de produção.
  •  
Em Portugal, várias atividades eram afetadas pela greve geral contra o governo de centro-direita.
Os transportes estavam paralisados ou com serviços reduzidos na capital, Lisboa. Os trens  estavam praticamente sem funcionar e o metrô ficou fechado. Funcionários do setor de saúde também aderiram à greve.
Cerca de 5 milhões de pessoas, ou 22% da força de trabalho, são sindicalizadas na Espanha. Em Portugal, cerca de um quarto da força de trabalho de 5,5 milhões é sindicalizada.
Os sindicatos planejam comícios e passeatas em várias cidades de ambos os países, com uma grande manifestação em Madri marcada para começar às 18h30 (15h30 do horário de Brasília).
Homem é detido pela polícia em Madri ao tentar impedir saída de ônibus durante greve geral nesta quarta-feira (14) (Foto: Dani Pozo/AFP)Homem é detido pela polícia em Madri ao tentar impedir saída de ônibus durante greve geral nesta quarta-feira (14) (Foto: Dani Pozo/AFP)
Crise
Credores internacionais e alguns economistas dizem que os programas de aumento de impostos e cortes de gastos são necessários para colocar as finanças públicas de volta num caminho saudável após anos de gastos excessivos.
Aeroporto de Lisboa, vazio nesta quarta-feira (14) (Foto: AFP)Aeroporto de Lisboa, vazio nesta
quarta-feira (14) (Foto: AFP)
Apesar de vários países do sul da Europa terem sofrido explosões de violência, um protesto coordenado e eficaz regional contra a austeridade ainda não ganhou força e os governos até agora basicamente conseguiram manter suas políticas.
A Espanha, onde a crise elevou o desemprego a 25%, tem visto alguns dos maiores protestos e o primeiro-ministro Mariano Rajoy está tentando evitar ter que pedir um ajuda europeia, que poderia exigir cortes orçamentários ainda maiores.
Os espanhóis estão furiosos que os bancos tenham sido resgatados com dinheiro público, enquanto as pessoas comuns sofrem. Uma mutuária espanhola cometeu suicídio na semana passada enquanto oficiais de justiça tentavam despejá-la de sua casa por falta de pagamento da hipoteca.
Em Portugal, que aceitou uma ajuda da UE no ano passado, as ruas têm ficado mais calmas, mas a oposição pública e política à austeridade é clara, ameaçando arruinar novas medidas pretendidas pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho.
Seu governo de centro-direita foi forçado a abandonar um aumento planejado de encargos trabalhistas diante de enormes protestos populares, mas o substituiu por mais impostos.
Manifestantes bloqueiam rua durante protesto em Londres nesta quarta-feira (14) (Foto: AFP)Manifestantes bloqueiam rua durante protesto em Londres nesta quarta-feira (14) (Foto: AFP)
tópicos:
fonte;g1

AddToAny

Página