INSCREVA AQUI CURIOSIDADESOCULTAS

Seja bem-vindo. Hoje é

Destroços de avião abatido na Segunda Guerra são retirados do fundo do Canal da Mancha em 2013


Destroços de avião abatido na Segunda Guerra são retirados do fundo do Canal da Mancha Bimotor é o único do modelo Dornier 17 que ainda existe no planeta em 2013. 





13/06/2013

BRASIL Iveco inaugura Hoje Fábrica de veículos blindados e de Guerra em Sete Lagoas EM 2013




Iveco inaugura hoje fábrica de veículos blindados e de guerra em Sete Lagoas Empresa tem planos para exportar e ampliar mix de produtos produzidos

Unidade em Minas terá produção do Guarani para o Exército brasileiro
Expressões comuns nas grandes empresas do Norte da Itália, scafo, mascherone, aviamento e finizione se transformaram numa espécie de segunda língua dos brasileiros nos corredores da nova fábrica de veículos de defesa que a Iveco, braço do grupo Fiat conhecido no Brasil por fabricar comerciais leves e caminhões, inaugura hoje em Sete Lagoas, na Região Central de Minas Gerais. 

13/06/2013

VERDADE SOBRE COPA 2013/2014 BRASIL Belo Horizonte passa por faxina geral para receber os turistas da Copa MUNDO 2014



Belo Horizonte passa por faxina geral para receber os turistas
 da Copa 2014
Capricho visível no entorno do Mineirão, palco da Copa das Confederações
Meios-fios pintados, áreas sob viadutos lavadas, gramas aparadas e árvores podadas, asfalto novo em várias vias e mais obras nos bairros Ouro Preto e São Luiz, próximos ao Mineirão. Belo Horizonte ganha um novo visual para estrangeiro ver durante a Copa das Confederações. Mas moradores questionam por que todo esse zelo não pode ser uma rotina no município?

13/06/2013

Cuba, Nicarágua, Peru e Venezuela conseguem reduzir a pobreza e a fome, diz FAO

Cuba, Nicarágua, Peru e Venezuela conseguem reduzir a pobreza e a fome, diz FAO

Agência Brasil


Reprodução/AVN
Cuba, Nicarágua, Peru e Venezuela conseguem reduzir a pobreza e a fome, diz FAO
Segundo levantamento, mais pessoas passaram a ter acesso regular à alimentação nesses países

BRASÍLIA - O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), José Graziano da Silva, disse que Cuba, Nicarágua, o Peru e a Venezuela foram os países da América Latina que cumpriram as principais Metas do Milênio – baseadas no combate à pobreza e à desnutrição no mundo.

Graziano destacou a necessidade de reduzir o número de pessoas que sofrem com a fome no mundo, no período de 1990 a 2012. A proposta está inserida nos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) e no desafio da Cúpula Mundial sobre a Alimentação (CMA).

Além dos quatro países latino-americanos, Graziano mencionou a Guiana e São Vicente, assim como a Armênia, o Azerbadjão, a Geórgia, Gana, o Kuwait, Kirguistán, Samoa, São Tomé e Príncipe, a Tailândia e outros.

Segundo Graziano, as metas alcançadas pelos países demonstram “forte vontade política, coordenação e cooperação”. De acordo com ele, mais 20 nações, incluindo o Brasil conseguiram conquistar a meta de redução da pobreza. Porém, Graziano advertiu que ainda há 870 milhões de pessoas desnutridas no mundo.

fonte;*Com informações da emissora multiestatal de televisão, Telesur.

Cientistas decifram código genético de alga 'especialista' em adaptação

Conhecer a microalga ajuda a compreender impacto dos gases-estufa.
Pesquisa divulgada na 'Nature' levou mais de dez anos para ser concluída.


Estudo publicado nesta quarta-feira (12) na revista "Nature" apresenta o código genético de uma alga marinha denominada Emiliania huxleyi, considerada uma das formas de vida mais bem sucedidas do planeta e com capacidade de adaptação em qualquer ambiente.
Segundo os cientistas, a alga conhecida com o nome de cocolitoforídeo consegue florescer tanto em regiões quentes como em áreas frias. A pesquisa levou mais de dez anos para ser concluída. A descrição feita na revista "Nature" mostra que a alga tem uma concha fina e dura de carbonato de cálcio.
Considerada um ser unicelular, esta microalga pode atingir um diâmetro que é oito vezes menor do que o diâmetro de um fio de cabelo humano e ocorre em todos os oceanos do mundo, com exceção de mares polares muito frios.

A alga surge em grandes quantidades durante a primavera e verão. Cientistas estão interessados na Emiliana Huxleyi porque esta alga absorve grandes quantidades de dióxido de carbono na superfície do oceano, auxiliando na atenuação do efeito estufa.
Quando ela morre, seus restos mortais são transportados para o fundo do mar, armazenando o carbono nas profundezas por milhares de anos.
Imagem da agência espacial americana, Nasa, mostra formação massiva de algas Emiliania huxleyi na costa da Inglaterra (Foto: Nasa)Imagem da agência espacial americana, Nasa, mostra formação massiva de algas Emiliania huxleyi na costa da Inglaterra (Foto: Nasa)
Essencial na cadeia alimentar marinha
Assim como o fitoplâncton, o cocolitoforídeo é um elo básico na cadeia alimentar dos oceanos. Originalmente, pensava-se que seu genoma tivesse apenas 30 bilhões de bases ou "cadeias" na escala de DNA.
No entanto, foi revelado que se trata de um emaranhado de 141 milhões de bases, com pelo menos 30 mil genes, um terço a mais do que a quantidade de genes humanos, embora nosso genoma seja muitas vezes maior.
Descobrir como funciona esta microalga poderá, algum dia, ajudar na pesquisa médica e a compreender melhor o impacto dos gases de efeito estufa neste organismo vital.
Identificar os genes e as proteínas que a ajudam a construir sua pequena concha poderia levar ao desenvolvimento de novos materiais compostos para próteses ósseas. "O genoma, por assim dizer, é o 'disco rígido' de um organismo", afirmou Klaus Valentin, do Instituto Alfred Wegener de Pesquisa Polar e Marinha.
"Todas as propriedades estão codificadas ali, sua aparência, como se adapta, como compete com os outros. Se soubermos os dados deste disco rígido, podemos aprender muito sobre o que este organismo pode fazer e como reage às alterações resultantes, por exemplo, das mudanças climáticas", acrescentou.
fonte;g1

BRASIL ESTA SENDO MONITORADO PELO EUA ,Monitoramento dos EUA conta com pelo menos cinco programas secretos

Monitoramento dos EUA conta com pelo menos cinco programas secretos


A vigilância feita pela NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA) sobre dados privados de usuários de internet e telefonia envolve pelo menos outros quatro programas além do Prism, que ganhou repercussão após o jornal britânico "Guardian" revelar que ele permite acesso a informações de gigantes como Google e Facebook.
Na apresentação de PowerPoint que sustenta as revelações, vazada por um ex-funcionário de empresa contratada pela NSA, um dos slides aponta a existência dos quatro programas de "coleta de comunicações em cabos de fibra e infraestrutura".
Dois dos programas são nomeados, Fairview e Blarney, e dois foram apagados pelo "Guardian". Um dos programas de nome apagado, pelo que indica o mapa usado no slide, tem por alvo cabos submarinos situados, entre outros países, no Brasil.
"O slide sugere que a NSA tem drenos em cabos na América do Sul e no Oceano Índico", afirma Christopher Soghoian, "tecnologista" da União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU), que acionou o governo Obama pela coleta de dados da maior empresa telefônica do país, a Verizon -- primeira revelação feita pelo "Guardian".
Para Trevor Timm, da Electronic Frontier Foundation, que defende liberdade digital, embora "todo mundo esteja falando de Prism e Verizon, o vazamento da NSA joga luz" sobre os outros programas, que são igualmente de "vigilância massiva".

Reprodução/Guardian.co.uk
Artigo do "Guardian" revela slide da NSA sobre funcionamento do Prism
Artigo do "Guardian" revela slide da NSA sobre funcionamento do Prism
O slide com os quatro programas não estava na primeira série de slides publicados pelo "Guardian". Ele só foi divulgado pelo jornal, dias depois, para comprovar que a NSA afirma realizar "coleta direta dos servidores" das empresas de tecnologia.
Desde o início das reportagens, Google, Facebook e outras afirmam que a NSA, através do Prism, não tem acesso direto a seus sistemas.
EUROPEUS
A Comissão Europeia enviou carta ao Departamento de Justiça dos EUA cobrando explicações "rápidas e concretas" dos vários programas de vigilância da NSA.
O texto ressalta "preocupação séria" com a informação de que Washington está "acessando e processando, em larga escala, dados" de europeus. Levanta, entre outras perguntas, se "o Prism e outros programas têm como alvo só os dados de americanos ou também --até principalmente-- os de não-americanos, inclusive europeus".
No Brasil, o governo ainda não se pronunciou sobre os programas de vigilância.
FONTE;FOLHA

AddToAny

Página