INSCREVA AQUI CURIOSIDADESOCULTAS

Seja bem-vindo. Hoje é

3 GUERRA MUNDIAL (2150) PREVISTA POR Nostradamus(Quanto à invasão árabe na Europa) prediz uma terrível guerra de 27 anos de duração, na qual lutarão duas grandes potências.


As profecias de Nostradamus


Por Estuardo E. Guzmán

O FUTURO DA HUMANIDADE...


ESTUARDO E. GUZMÁN


Inclui entrevista exclusiva com


Dr. Samael Aun Weor



“E os homens que virão depois de mim conhecerão a verdade do que digo, porque verão que infalivelmente se realizaram vários acontecimentos vaticinados por mim.

Também saberão os que ficam por cumprir, pois os indiquei com clareza.
Então as inteligências compreenderão sob o céu: mas só quando chegar o tempo de dissipar-se a ignorância o sentido das minhas predições será cada vez mais claro”.

Nostradamus, 1555.
As profecias de Nostradamus

Em 30 de novembro de 1979, DPA despachou a notícia intitulada “Nostradamus profetizou a Crise do Teerã”. A notícia informa da tremenda comoção que um documentário do famoso diretor Paul Drane provocou no público australiano. A apresentação do documentário que trata da vida do profeta do século XVI, Miguel de Nostradamus, e que inclui a profecia da invasão árabe à Europa, coincidiu com a tomada da embaixada dos Estados Unidos por estudantes iranianos, questão que ao mesmo tempo em que ocasionou a compra de todos os livros de Nostradamus na Austrália em um só dia parecia prometer a realização de uma profecia de 425 anos.

05/09/2014

Livro Secreto Russo Revela as Raças Alienígenas

O livro teve sua primeira versão na época de Stalin e foi sendo melhorado ao longo dos anos com estatísticas e fotos de pessoas, especialmente crianças abduzidas. Foi produzido como manual de instrução para os agente do governo.
Uma cópia foi encontrada por acaso na Sibéria, em 1981 em Buryatia.
O livro foi criado para os agentes russos especializados no assunto,chamados de agentes smersh.






05/09/2014

A História Secreta do Planeta Terra



Observação do Imagick:
O texto que segue, em muitos de seus pontos, não se alinha exatamente com o pensamento básico do Imagick, portanto não recebe o nosso aval. Mas, de alguma forma, reflete nuances de uma verdade maior, guardada na memória mais profunda do ser humano.
Introdução:

Eu me chamo  “Morning Sky” ( Estrela da Manhã).  Eu cresci ouvindo as histórias que meu avô contava sobre um Ser do Espaço que ele ajudou a resgatar de um acidente com sua espaçonave. Meu avô era um dos seis jovens Nativos Americanos que testemunharam o acidente com a espaçonave em 1947, no Arizona, pouco depois do agora já famoso incidente de Roswell. 

05/09/2014

CONSTELAÇÃO DE Órion


 Nesses últimos tempos estivemos observando muitas coisas interessantes pelo céu afora. Mas parece que o catálogo de atrações celestes é infinito. Pudera! Quantos astrônomos na antiguidade dedicaram uma vida inteira vasculhando os céus e mesmo assim perderam muitos dos grandes espetáculos protagonizados pelos astros. Hoje estamos munidos de instrumentos poderosos, que nos permite ir mais longe, dissecar minuciosamente cada detalhe do imenso palco estelar! Não somente eles, mas qualquer astrônomo está destinado à mesma sorte: a astronomia é um dos poucos ramos da ciência em que descobertas surpreendentes, fotos admiráveis ou dados curiosos são divulgados a todo o momento.

05/09/2014

França e Inglaterra: incubadoras do terrorismo internacional EM 2014

Durante décadas, houve um longo tempo de semeadura. Agora, a colheita será farta.

Intelectuais de esquerda da França e da Inglaterra sempre tiveram uma caidinha por regimes comunistas. Na França, o destaque fica para Jean-Paul Sartre, que disse que todo anticomunista é um cão”. Na Inglaterra, um dos ícones do totalitarismo vermelho é Eric Hobsbawn, tido como um grande historiador, porém não passa de um reles ideólogo do marxismo.


05/09/2014

FUTURO PELA ELITE MUNDIAL? Sobre o colapso parcial e observável da sociedade


"Digo que os ‘clérigos’ modernos [os intelectuais] pregaram que o Estado deveria ser robusto e não se importar nem um pouco em ser justo..."Julien Benda, A traição dos intelectuais, p. 107
"Devemos organizar os intelectuais."Willi Munzenberg, organizador comunista, 1919

A atual situação pode ser caracterizada da seguinte maneira: Todas as nossas instituições estão entrando em colapso e o caos social surge em todos os lugares: (1) o colapso da família, da maternidade e da paternidade; (2) o colapso da moralidade, especialmente da honestidade; (3) o colapso do governo constitucional e da segurança nacional, o fenômeno do presidente impostor, legisladores covardes, generais carreiristas, oficiais de inteligência que são agentes duplos; (4) um sistema educacional que é anti-patriótico; (5) narcisismo epidêmico, egoísmo, cultura de entretenimento e materialismo. Nisso tudo vemos o colapso do indivíduo e a instauração da loucura, conforme mostrado no reforço social acima.

Plebiscito Constituinte: mais uma tentativa de golpe 2014/2015


O Movimento ESTÁ colhendo Apoio Pssaro ê ê encabeçado POR Organizações de Esquerda e Extrema-Esquerda, Entre como Quais o PT, o PCdoB, a CUT e dezenas de sindicatos.

Começou na segunda-feira Uma Ação coordenada em Todo o Brasil Por Um Movimento Que se intitula Plebiscito Constituinte. Com Uma roupagem Patriótica, Uma Comunicação Feita NAS núcleos da bandeira brasileira e hum Apelo à Juventude that Liberdade de Informação como Ruas em junho de 2013, ESSE Movimento Tenta viabilizar algo that há Muito VEM Sendo considerado cabelo Atual Governo e POR TODO o PT de Como Uma peça- chave para à supressão do Estado Democrático de Direito: Uma Constituinte Pará MODIFICAR O Sistema Político brasileiro. Essa aberração foi sugerida Pela Primeira vez Pela Própria presidente Dilma Rousseff em Seu pronunciamento de 24 de junho de 2013.
 
A ideia vai Ao Encontro das Práticas Bolivarianas Usadas com Sucesso Pará Destruir como democracias vizinhas, Como um da Venezuela. A substituição da democracia representativa Pela Chamada "democracia Direta" tem Sido uma forma Mais Eficiente de corroer o Jogo Democrático usando SUAS Próprias Regras. Ao Contrário do Que Diz o Dito popular, a voz do povo Não É uma voz de Deus, e Nunca foi. Legislar POR Meio de plebiscitos E algo inviável, principalmente em Um país com tão Dimensões do Brasil. A massa popular, E Muito Mais manipulável that algumas centenas de Parlamentares, eA legitimidade de Uma consulta popular, E assim, na aparencia, Maior Que um de Uma decisão votada no Legislativo. Ou SEJA, par a maioria da População, Participar de hum plebiscito soa Como uma Coisa mais Democrática Possível, Uma Vez Que ESSA MESMA NÃO maioria consegue enxergar Que Sua opinião ESTÁ Sendo moldada e manipulada cabelo grupo that Ocupa o Poder - e, com Ele, uma máquina de propaganda Maior Já vista na História brasileira.
Mas voltemos Ao tal Movimento, Que ESTÁ Neste momento colhendo Apoio Pssaro. E encabeçado POR Organizações de Esquerda e Extrema-Esquerda, Entre como Quais o PT, o PCdoB, a CUT e dezenas de sindicatos. 
 
O Objetivo final, do Movimento E Forcar a Convocação de Uma Constituinte Exclusiva Pará MODIFICAR OS ARTIGOS constitucionais Que Regem o Sistema Político brasileiro. Hoje, a Única Maneira de se Fazer ISSO e atraves de Uma emenda constitucional, that POR SUA vez requer maioria absoluta NAS votações das Duas casas do Legislativo. Numa Constituinte, portanto E Preciso Conseguir maioria simples. Esse Fato, Mais o clima de pressao tal that populares Constituinte Geraria nenhum país, permitiria Que o grupo capitaneado cabelo PT aprovasse Medidas Como o Financiamento Público de Campanha OE voto em Lista fechada, Além de Possíveis Aberrações Como o Fim da limitação de Dois Mandatos consecutivos , a Inclusão na Constituição de Mecanismos de Participação Popular, nos moldes do Decreto 8,243, e Otras monstruosidades antidemocráticas.
A Experiência nsa Diz Que É sempre prudente desconfiar de Quem Quer se mudar como Regras do Jogo. DEPOIS de 12 anos, Pela Primeira vez a chance de o Candidato petista Perder E Maior Que um de Ganhar. A População ESTÁ deixando claro, Diariamente, nas Ruas, Nas redes sociais, NAS Pesquisas, that NÃO Quer Mais Esse partido Tomando Conta fazer país. E E justamente Diante Dessa revolta, insatisfação Dessa, Que ESTÁ Sendo proposal Uma Solução de ruptura, algo projetado e PLANEJADO Para Ser uma tábua de Salvação de hum grupo Político Que ESTÁ afundando. Esse plebiscito TEM cheiro de golpe. E de golpe Estamos cheios.

 Flavio Quintela , escritor e tradutor de Obras Sobre Política e filosofia, E autor de Mentiram (e Muito) MIM Pará .


2014 Eleição é teatro. Querem soluções para o Brasil? Ok!



Em julho de 2013, a UM MES Antes do Lançamento do best seller de Olavo de Carvalho, idealizado e Organizado Por Mim, O Mínimo that rápido Você Precisa saber Pará NÃO Ser hum idiota , eu organizei notas e Trechos da obra do Autor para responder de vez a Todos that, não auge da comoção nacional com como manifestations de rua, perguntavam Quais ERAM como Soluções e como "Propostas Positivas" para O País. 

Como Tudo Mais ISSO volta à tona em periodo eleitoral, atualizo Aqui no blog de ​​meu na VEJA o cargo de Um Ano Atrás, Observando that, Neste meio-tempo, eu ocupei o meu Espaço na Mídia. Pará Destaque um PARTE VI, Que Traz "Como 8 Soluções para o Brasil", reduzidas a 3 no Plano de Ação ao Lado.

05/09/2014

O que é ser latino-americano hoje em dia 2014 ?

LATINA
Desde quando surgiu a ideia de escrever o texto "I Make My Business With Bananas", tento entender melhor o que significa ser brasileiro fora do país e o que o termo latino-americano engendra. Logo quando me mudei para os Estados Unidos, quando fui aplicar para tirar o CPF daqui, havia o campo para escolher de qual raça eu acreditava pertencer. Baseado na cor da minha pele, preenchi que era branco. A atendente, porém, lendo as outras informações do formulário, disse que eu teria que, necessariamente, preencher que era latino ao mesmo tempo. Brancos são apenas os que nasceram nos Estados Unidos.
Esta pequena anedota demonstra que há uma supremacia geopolítica cultural que, muitas vezes, foge do controle justamente das pessoas que estão envolvidas. Ao ver os trabalhos da exposição "Under The Same Sun: Art from Latin America Today", que está aberta à visitação no Guggenheim aqui de Nova York, a questão que mais emergiu para mim é sobre o real significado do que é latino-americano hoje em dia. A concepção atual quase não tem mais a ver com a ideia de integração que se viu surgir em discussões sobre políticas internacionais, principalmente, nas décadas de 1960 e 1970. Hoje, na arte, ser latino-americano em um país como os Estados Unidos está mais ligado ao exótico e a exaustação de estereótipos do que, realmente, há uma unidade cultural.

Pensando nisso, fiz uma entrevista com o diretor do departamento curatorial e educacional do Bronx Museum, Sergio Bessa, para entender suas opiniões sobre o termo e sua relação com a produção artística da região. Sendo brasileiro e trabalhando em uma instituição cultural há mais de 13 anos, Bessa acredita que o termo foi cunhado por estadunidenses para englobar o processo colonizador no restante do continente. A entrevista foi publicada em um reportagem que fiz para o Opera Mundi, que você pode conferir aqui. Para ele, é impraticável misturar processos colonizadores tão diferentes - e produções artísticas, consequemente - em um mesmo termo. O espanhol e o português podem ser semelhantes, mas no fim não são a mesma língua. Pensando nisso, fica a pergunta: o que é ser latino-americano hoje em dia? O que o termo diz além de ser uma delimitação geopolítica? Isso não é só considerando a singularidade do Brasil, que tem uma colonização portuguesa e holandesa, mas as Guianas, o Suriname, o Equador, o México, os países do Caribe, e tantas outras diferenças histórico-culturais. Ainda faz sentido nos considerarmos latino-americanos, considerando a carga simbólica que o termo carrega hoje?
A teórica Doreen Massey, em um artigo, comenta sobre a "geometria do poder", em que países industrializados exploram culturalmente outros de forma a preservar um ciclo que não os envolve. Para explicar o conceito, ela utiliza, inclusive, as favelas no Rio de Janeiro. Lá, a produção cultural emergente é explorada pelo mercado global (que não envolve países em desenvolvimento ou subdesenvolvidos) literalmente copiando o conteúdo e não trazendo nenhuma retribuição à comunidade que o criou. Em vez disso, a comunidade explorada tem que se sentir orgulhosa por ser matéria-prima para os "grandes" do mercado. Assim, o status quo nesta hierarquia cultural é preservada e com a ilusão de que todos ganham.
Será que o termo latino-americano não estaria inserido nesta geometria do poder? Será que enquanto achamos que exaltamos a cultura local e tentamos criar uma identidade única não estamos nos alienando de nossos próprios processos?
 As discussões sobre a identidade brasileira já é algo que, por si só, gera diversas discussões. A concepção da mestiçagem pelas três raças é constante em diversas obras, sendo inclusive parte de políticas públicas a partir, essencialmente, da década de 1930 (vale ler o artigo "Complexo de Zé Carioca: Notas Sobre Uma Identidade Mestiça e Malandra", de Lilia Schwarcz). Se somos mestiços e antropofágicos, somos, claro, latino-americanos. Mas não só. E é essa diferença, essa singularidade, que cada vez mais me faz pensar que este termo deve ser problematizado e, talvez, ressignificado.
O que é ser latino-americano hoje em dia?

fonte; Brasil Post

Paleontólogos descobrem dinossauro gigante na Patagônia Argentina 2014



05/09/2014

Ferramentas digitais para acompanhar criticamente as eleições 2014


Nessas derivas diárias internet afora, compilei alguns sites que, em época de eleição, podem ser úteis para se informar melhor sobre os candidatos. São projetos especiais de organizações jornalísticas, da sociedade civil ou ligados a universidades, que, em geral, trazem informação qualificada de forma mais fácil e divertida de acompanhar que matérias tradicionais no jornalismo. São úteis não somente para votar, mas, por exemplo, para não cair em qualquer meme falso da internet que, de tanto circular, pra alguns passa a ser verdadeiro. Ou então naquela pesquisa feita no calor de algum acontecimento que aponta nada mais que uma percepção momentânea, não um cenário complexo. Ou ainda naquela promessa bonita de ouvir, mas impossível de se concretizar. Ou para acompanhar os candidatos pós-eleições.
Em época de big data com toneladas de informação circulando pelas redes, processar, cruzar, contextualizar e dar sentido às informações parece ser um bom caminho para informar melhor. É o que fazem os sites abaixo:
2014-09-02-manchetometro.png
Manchetômetro: acompanhamento diário da cobertura da grande mídia nas eleições. O produto final é uma análise sobre o quão favorável ou contrário são as chamada em relação aos presidenciáveis: http://www.manchetometro.com.br/
2014-09-02-pretonobranco.png
Preto no branco: ferramenta de análise de discurso e checagem do O Globo, que confronta promessas dos candidatos com as base de dados disponíveis, classificando o resultado como "falso", "verdadeiro", "contraditório", "insustentável":
http://oglobo.globo.com/blogs/preto-no-branco/
2014-09-02-trucopublica.png
Truco! Criado pela Agência Pública de jornalismo, a ideia aqui é checar os dados mais relevantes apresentados pelos presidenciáveis durante os programas exibidos nas noites de terça, quinta e sábado. Eles podem "pedir o truco", um desafio público às campanhas para que expliquem promessas ou dados importantes aparentemente insustentáveis.Ou discordar frontalmente dos candidatos quando acharem suas propostas perigosas para a democracia e direitos humanos. Aí carimbam um "Que medo" e fazem uma materinha explicando por quê. Vale conferir: http://apublica.org/truco/
2014-09-02-folhapromessometro.png
Promessômetro: A Folha de S.Paulo, com ajuda de especialistas, analisa as promessas dos presidenciáveis (por enquanto só tem Aécio Neves, Dilma Roussef e Marina Silva): http://www1.folha.uol.com.br/especial/2014/eleicoes/promessometro/
2014-09-02-monitoreleies.png
Monitor das Eleições: O projeto, criado por professores e alunos da UFPEL, é baseado em dados públicos, que são coletados de redes sociais (Facebook e Twitter) e agregados em gráficos, que são disponibilizados semanalmente neste site: http://monitordaseleicoes.org/site/
2014-09-02-boatos.png
Boatos.org. Sabe aquela notícia de que o suntuoso Templo de Salomão, construído em São Paulo pela Igreja Universal do Reino de Deus, havia sido pichado por "vândalos"? Pois bem, era falsa: foi uma montagem de uma foto via Instagram que se propagou por um site conhecido por inventar notícias. É esse o serviço que o Boatos faz: esclarecer se aquela notícia compartilhada sem critério é, de fato, verdadeira. Não serve só pra época de eleições, mas nesse período é ainda mais importante. Mantido por uma equipe de jornalistas, tem tido bastante destaque (e acessos) desde a Copa do Mundo. E aceita colaborações: http://www.boatos.org/
2014-09-02-votenaweb.png
Vote na Web. É uma ferramenta de "tradução" de projetos de lei em tramitação no Congresso aos usuários - que podem então votar a favor ou contra e emitir sua opinião. Mais do que isso: ele simplifica o debate, promove o debate, comunica os parlamentares e retorna aos usuários. Em 2014, conta com mais de 140 mil usuários cadastrados. http://www.votenaweb.com.br/
2014-09-02-projetobrasil.png
Projeto Brasil. Criado por uma startup, o Projeto Brasil é uma ferramenta que dá ao cidadão a oportunidade de conhecer, avaliar e comparar os candidatos com base em suas propostas, histórico eleitoral, profissional e pessoal, entre outros parâmetros. Para ajudar o eleitor a decidir o voto, criaram um teste cego no qual a recomendação é atribuir notas - de 0 a 5 - para as propostas dos presidenciáveis. Depois de uma rodada de notas, o sistema identifica a compatibilidade de suas convicções pessoais com os planos de governo. http://www.projetobrasil.org/
2014-09-02-incancelavel.png
Newsletter Incancelável: Você coloca o nome dos seus candidatos e recebe as notícias mais relevantes sobre eles. Simples e prático, é uma iniciativa do projeto Newsmonitor: http://newsletterincancelavel.com.br/
Você conhece alguma outra que possa incluir nessa lista? É só acrescentar lá neste pad, onde já estão estas: https://pad.okfn.org/p/monitordeferramentasdigital2014
fonte; Brasil Post

Asteroide passará perto da Terra neste fim de semana 2014 setembro 2014


No momento de maior proximidade, às 15h18, horário de Brasília, do dia 7 de setembro 2014, o asteroide "2014 RC" passará acima da Nova Zelândia
Asteroide passará acima da Nova Zelândia neste final de semana

Washington - Um pequeno asteroide, de cerca de 20 metros, passará "muito perto" da Terra no próximo domingo, informou nesta quinta-feira a Nasa (agência espacial americana), descartando que ele represente uma ameaça para o planeta.

05/09/2014

AddToAny

Página